Sorry, this page isn't available for your location.

The page you're viewing is for Portuguese (LATAM) region.

Investors

Sorry, this page isn't available for your location.

The page you're viewing is for Portuguese (LATAM) region.

Carros autônomos: o impacto revelador para profissionais de TI

Simon Blake •

Assim como tenho certeza de que foi o caso de muitos de nós enquanto crescíamos, quando criança eu imaginei que eu não precisaria aprender a dirigir. Filmes de ficção científica e histórias em quadrinhos insinuavam que tudo seria feito por robôs, e que eu seria capaz de me sentar e ler enquanto meu carro me levava. Anos mais tarde, e incontáveis horas me arrastando por autoestradas e rastejando pelas cidades, aquele sonho foi seguramente varrido da minha mente. Contudo, no futuro próximo, isso parece estar se tornando realidade para a próxima geração.

Veículos autônomos são uma tecnologia que está amadurecendo rapidamente, e embora Tesla e Google já estejam estabelecendo uma visão na consciência do consumidor, veículos automatizados já estão deixando sua marca no mundo dos negócios.

Manual ou automático?

Indústrias, como as de mineração e agropecuária, provaram ser terreno fértil para tecnologia autônoma pela falta de pedestres, legislação e outros obstáculos que caminham de mãos dadas com o transito em vias públicas, permitindo às empresas ampliar os limites da tecnologia. A Volvo está levando vantagem nisso por ser pioneira no uso de caminhões autônomos com a companhia mineradora sueca Boliden. A empresa pode anular os riscos com segurança tirando os empregados da mina e trazendo-os à superfície como também melhorando a eficiência das operações. Os caminhões não precisam de intervalos nem perdem tempo passando turnos. Como resultado, eles podem ser completamente operacionais durante o dia todo, gerando enormes ganhos de produtividade.

Na forma em que está, a pressão que isso vai colocar na infraestrutura digital é controlável. Uma vez que a tecnologia alcance adoção geral entre consumidores, os níveis de conectividade necessários para suportar a subsequente explosão de dados vai exigir uma mudança no enfoque de profissionais de Infraestrutura e Operações (I&O).

A nova infraestrutura veicular

A empresa IDC declarou que carros conectados e autônomos terão uma contribuição significativa no volume de dados global anual – alcançando 44 zetabytes em 2020. Em contexto, a taxa atual é de 7 zetabytes. Isso irá provocar a mudança na perspectiva pelos profissionais de I&O. Ao mesmo tempo que já falamos sobre data centers empresariais e a natureza evolutiva da ‘missão crítica’, então nós também precisamos reconhecer que veículos autônomos serão parte integrante do cotidiano.

Para lidar com esta crescente demanda, a resiliência e disponibilidade do data center serão cruciais. Estes veículos precisam se manter conectados e acessíveis com o computador que gerencia seus dados. Precisaremos saber onde esses carros estão – e eles saberão – então quando falamos sobre gerenciamento de volume de trabalho, as coisas podem parecer bem diferentes. Se profissionais de I&O conseguirem providenciar isso corretamente, eles podem trazer enormes benefícios econômicos e sociais.

A KPMG ainda prevê que veículos conectados e autônomos irão beneficiar a economia do Reino Unido na ordem de 51 bilhões de libras por ano em 2030. Com as vantagens de segurança e ambientais que virão à tona simultaneamente, esta é certamente uma conta que merece estar certa.

Interessado em ler mais?

INVESTORS
Overview

Selecione o seu país e idioma